20 fevereiro 2010

Um momento qualquer

Não me recordes teu rosto
que a paixão fora de hora
tirou-me até as nuvens do céu…
Não me iluda com estes teus olhos
e tua inocência bendita
que me suga até o ar dos pulmões…
És meu poema em movimento
neste itinerário sem fim,
minha doença, esta loucura
mascarada pelo desejo de tocar teus lábios…
teus doces lábios de querubim.
Contra todas as minhas forças
tua inocência… bendita…
me iludindo… com teus olhos…


*** para ouvir: Sereníssima - Legião Urbana ***

3 comentários:

Juliana Carla disse...

Olá Joana

Legião para sempre!

Obrigada por estar no Braille... Sigo-te!

Bjuxxx

Juliana Carla disse...

********************************************

CONVITE:

*** FESTA VIP! ***

Bom dia amiga

Gostaria de recebê-la para fazer um brinde especial!
Onde: braille da alma.
Horário: durante o dia todo.
Data: 21/ 02/ 2010

Ficarei feliz com sua visita... Ah! Na saída não se esqueça de levar contigo um lindo selo de lembrança desta celebração.

Bjuxxx e xerooo amiga.

Juliana Carla
brailledalma.blogspot.com/


********************************************

Impulsiva disse...

"Não me iluda com estes teus olhos
e tua inocência bendita
que me suga até o ar dos pulmões…"

(SUSPIRO)

Gosto de encontrar nas palavras de pessoas inspiradas como você, aquilo que eu queria dizer e não disse...ou por não conseguir, ou por não saber...

Beijos!!!