05 fevereiro 2010

Redundância

Não me venha cobrar
poemas novos...
a inspiração morreu
e eu queimei os manuscritos.

Não me venha contar
anseios seus...
a paz desvaneceu
e eu aposentei os sapatos.

Não quero ser seguida
muito menos ser descrita
por palavras toscas
num descaminho tardio.
 
 
** visitem também: Os Letreiros.

Um comentário:

.Leonardo B. disse...

[o melhor que a madrugada sabe fazer, é anunciar as manhãs do mundo e não a noite anterior, derradeira]

um imenso abraço

Leonardo B.