22 dezembro 2009

Invejo

Se eu colasse meus pedaços,
juntasse as minhas sobras
numa prosa sorridente ou
numa trova trôpega e inocente
não seria loucura?
O que não ousa ser dito
 - a perdição;
Que não deveria ter feito
- a dor;
Do que não poderia ter sido
- de outro.
Pegue a cola, vá!
Remonte meus cacos
que meu reflexo é fraco
e há um clarão opaco
nesse espelho cheio de vontades...




*** para ouvir: Shiver - Coldplay ***

Um comentário:

Cris Linardi disse...

Menina, o que é isso? Joana tenho que te falar, já tenho notado há tempos que sua poesia tem ficado mais densa, mais profunda. Adoro esse seu jeito de escrever, esse mistério perdido nas esquinas das frases, leves paradoxos, doçura, força, tudo junto.
PArabéns, querida! Mal posso esperar pelo seu livro!!
Beijos!