06 junho 2010

Próximo verso

Bom que fosse seu colo,
não o meu,
que o meu já não me acolhe.
Tão bom que fossem seus braços,
não os meus,
que os meus já não me abraçam.
Tanto que fosse você em mim,
não só eu,
que sozinha já não me existo.


*** para ouvir: Do sétimo andar - Los Hermanos ***

4 comentários:

marinaCavalcante disse...

Hum... gostei!
bem profundas tuas linhas.

E, eu torço para que você
cultive seu colo, seu braço
e que não se sinta, assim,
sozinha... nunca estamos
sozinhos.

Um abração e obrigada por me seguir!

Ana Clara disse...

fiquei de queixo caido com os seus versos, você escreve bem (y)

estou te seguindo e obrigada por me seguir também ^^

beeijo !

Impulsiva disse...

E que de tanto não te ter
quase desisto
de viver!!!!

(lá vou eu de novo, rsrs)

Tão lindo Joana, parece tanto com o que sinto agora...

Beijos,
Kenia.

meus instantes e momentos disse...

gosto de voltar aqui...
Maurizio