22 novembro 2009

Céu

Escrevo-te sim, mas
quando minhas palavras emudecem
a poesia traz teu cheiro e me aquece:
me invade, por meu ser se desloca,
e teu pensamento imaculado
vem pousar em rimas (liras)
tua língua no céu da minha boca.

Um comentário:

Carol Ducci disse...

aii q liindo Joe!
ontem eu e a Aninha estavamos visitando o seu blog.
adoramos!
beeijO